Blaberring, Life

O renascer de um Poeta.

Hoje tive uma noite difícil…Afinal de contas não deixo de ser humano (sim é verdade) e coisas como estas ainda me abalam muito…antes de me deitar fiquei bastante tempo a olhar para o outro lado da minha janela, e cumpri o único ritual que para esta data criei….
Enfim…pensei que iria ser igual aos outros anos…uma noite solitária…que somente a altas horas da noite, ou da madrugada, acabaria, vencido pela tristeza, banhado em lágrimas, e derrotado pelo sono, numa vigília que muitos podem considerar como inútil…e sadomasoquista
Mas é algo que já tomo como tradição, é algo que já senti quase como obrigação.
 
Hoje porém foi diferente…foi bastante diferente do que em anos anteriores, hoje tive companhia, não física, mas tive companhia, uma poeta, ou melhor uma poetiza, ajudou-me a ultrapassar algumas questões, mexeu-me com  ideias, que eu tinha, ajudou-me a encontrar explicações…E Deu-me um ligeiro empurrão para um processo de purificação, um processo de catarse…
 
Assim depois de adormecer entre sangue suor e lágrimas, acordei qual Fénix renascida…acordei novo…
Citando agora parte da nossa cultura, a nossa musica mostro um excerto dos Da Weasel que explica bem como me sinto…
 
Tou de cara lavada
Tenho a casa arrumada
Lembrança apagada
De uma vida quase lixada
(…)
Todo o amor deste mundo
Perdido num segundo
Todo o riso transformado
Num olhar apagado
Toda a fúria de viver
Afastada do meu ser
Até que um dia acordei
E vi que estava a perder
Toda a força que cresceu
Na vida que Deus me deu
(…)
Toda a dor
Toda a raiva
Todo o ciúme
Toda a luta
Toda a mágoa e pesar
Toda a lágrima enxuta
Alieno como posso
Não posso encher a cabeça
Não há dinheiro
Nem vontade
Ou amor que o mereça
Não vou pensar de novo,
Vou-me pôr novo
Neste dia novo
Estreio um coração novo
Visto-me de branco
Bem alegre no meu luto
Saio para a rua
Mais contente que um puto
Acredita que custou
Mas finalmente passou
No final do dia
Foi só isto que restou”
Acho que este excerto da musica “Força, uma pagina de Historia” Resume bem como me sinto neste momento, sinto portanto que estou a viver o “primeiro dia do resto da minha vida” (voltando assim outra musica portuguesa).
Sinto-me agora com uma força aumentada para lutar contra os meus problemas, e viver a minha vida na sua plenitude devida… Acho que isto seria também o desejo do meu Pai. Lembra-lhe a vida, não reviver a sua morte.
E que maneira melhor de o fazer do que pegar na minha própria vida e vive-la, e sempre que me lembrar dele, sorrir, sempre que fizer algo que fizesse com ele, sorrir saudosamente pois sei que ele faria o mesmo como o fez durante a parte da vida que partilhei com ele. Pois como uma grande amiga minha disse e eu adapto “lembro-me do sorriso nos seus lábios, e fico feliz, porque os poucos 13 anos que passei com ele valeram-me muitos desses sorrisos”.
Sei que muitas decisões que tomei não são do seu agrado, sei que o fariam triste, mas também sei que outras delas o fariam radiantes, e como tal tentarei, quer por mim, quer por ele, quer por aqueles de quem gosto, tomar as melhores decisões.
Gostava porém de saber a opinião que ele teria sobre mim neste momento.
Adoro-te…Não Amo-te Pai…Sinto a tua falta…Mas sei que estas comigo (tal como a força também o esta, pergunto-me se a força, falada nos filmes que me mostras-te não será senão a nossa própria força de viver, a nossa vontade e o que sentimos pelos outros, pergunto-me assim se tu não és parte dessa força…na realidade não pergunto, sei…sinto-o)

 

Advertisements

1 thought on “O renascer de um Poeta.”

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s